meditação-1
hobby

Conheça os benefícios de meditar e trabalhe sua mente

A meditação não é algo místico ou religioso, que exige que você siga, diariamente, uma série de doutrinas de algo que você não conhece muito bem. Meditar não precisa ser difícil ou complicado. Em resumo, meditar é, simplesmente, para qualquer pessoa que queira explorar e trabalhar a si mesmo.

Pode ser que você já tenha tentado, que pessoas já tenham lhe indicado e que você até tenha lido algumas coisas a respeito. Entretanto, aqui no Hobbietown, sempre gostamos de salientar que você muda diariamente e que todos os dias são dias para se tentar novamente. Portanto, se você está disposto a explorar a meditação e seus benefícios um pouco mais, confira essas informações:

A meditação

homem na praia pensativo

Foto de Matthew Henry no Burst.

A meditação é uma prática que busca, através de uma série de técnicas, treinar a focalização da atenção. Além disso, a prática silencia sua mente e te faz alcançar, eventualmente, um nível superior de consciência e paz interior. Ela equilibra seus pensamentos e emoções.

Ela pode ser usada por diversos motivos: desde para relaxar até para buscar o nirvana. Além disso, pode ser uma surpresa para você, mas a meditação pode ser praticada em diversas posturas, em lugares e momentos diferentes. Isso permite que você acesse uma sensação de tranquilidade independente do que estiver acontecendo à sua volta.

Meditar pode ser uma excelente ferramenta para você que está sentindo uma grande necessidade de desligar a sua mente a fim de se desconectar dos sons e ações ao seu redor. Nessa atividade, o praticante apenas relaxa e permite que a mente se dissolva ao seu redor. Em uma época em que estamos sempre visualizando os outros, é muito importante parar por um instante e lembrar de si mesmo.

Por que meditar?

homem preocupado

Foto de Nicole De Khors no Burst.

Estamos sendo constantemente bombardeados com todo o tipo de notícias. Sejam elas positivas, como pessoas que viajam ao mundo ou que criaram uma nova tecnologia que fará bem ao meio ambiente, ou negativas, como as guerras que acontecem ao nosso redor e o preconceito que vivenciamos diariamente.

Todas essas notícias afetam, suave ou firmemente, o nosso estado de espírito e, consequentemente, nossos pensamentos diários. Aos poucos, você vai perdendo sua essência em meio a tanta informação e julgamento que chegou até você. Conforme os dias passam, você deixa de ter certeza sobre suas opiniões e conceitos e começa a focar em coisas que talvez não sejam total do seu interesse, mas que você acha que os outros acham que deveriam ser. Complexo, não? Resumindo, você começa a ser moldado pelo exterior, ao invés de moldar-se a partir do seu próprio interior.

A meditação é uma forma de você entrar em contato unica e intimamente consigo mesmo. Ao meditar, você se fixa no presente e na sua existência. As brigas enfrentadas no dia, os problemas que não foram resolvidos, o receio de não atingir algo que alguém próximo já alcançou: tudo isso é posto de lado e sua concentração flui exclusivamente para você.

Benefícios de meditar

mulher sorrindo leve e feliz

Foto de Nicole De Khors no Burst.

A meditação não é uma técnica fajuta ou sem embasamento. De fato, é uma prática milenar, muito estudada e que efetivamente traz benefícios à seus praticantes. Usando-se métodos científicos, muitas pesquisas foram feitas sobre os efeitos psicológicos e fisiológicos da meditação.

De acordo com os estudos realizados, conclui-se que há evidências moderadas de que a meditação diminuí a ansiedade, depressão e até mesmo a dor. Meditar relaxa, acalma e até mesmo diminui os efeitos do envelhecimento. Muitos praticantes relatam melhora na concentração, consciência e disciplina. Meditar também diminui os efeitos da insônia e ajuda a combater vícios.

Meditar trabalha as suas características, rotina e estilo de vida. Com uma mente mais calma e tranquila, você começará a exercer as suas atividades diárias com mais foco e paciência. Sua percepção irá se alterar e sua forma de ver os obstáculos se modificará aos poucos, naturalmente.

Isso não é apenas uma mudança psicológica, mas também neurobiológica. Na prática, a meditação aumenta a atividade do hipocampo (área responsável por armazenar a memória), do córtex pré-frontal (ligado à coordenação motora) e também do córtex cingulado anterior (ligado à atenção e à concentração). A técnica também estimula a amígdala (área que regula as emoções). Quando acionada, a amígdala acelera o funcionamento do hipotálamo, responsável pela sensação de relaxamento.

Temos a tendência de buscar pela alegria contínua e a meditação pode preencher essa necessidade, uma vez que, ao nos liberar do estresse, ela proporciona a estabilidade pela qual ansiamos. Meditar nos prepara para lidar com os altos e baixos da vida e trabalha nossa resiliência. Nos tornamos não só mais empáticos, como também compreensivos.

Praticando

homem meditando

Foto de Brodie Vissers no Burst.

  • A meditação é um retorno à condição natural da mente, sem perturbações, pensamentos e respingos da nossa realidade.
  • Encontre um lugar calmo, porém entenda que barulhos, como o latido do cachorro, não devem te atrapalhar nessa missão. Eventualmente, você deve ser capaz de limpar sua mente, mesmo com movimentação ao redor.
  • Após alguns dias, é fácil perder a noção do tempo durante a meditação. Por isso, para não ficar preocupado, ligue um alarme suave ou faça em algum momento no qual você não precisa se preocupar com o tempo.
  • O que funciona para alguns, pode não funcionar para você. Não se frustre por causa disso. Compreenda, aceite e continue a sua prática normalmente. Afinal, a meditação é uma jornada.
  • Distrair-se não significa que você está fazendo errado. O importante é voltar a focar e fazer isso sempre que necessário. Seja paciente consigo e não crie expectativas que resultem em cobranças.
  • Não encare a meditação como uma obrigação. Exercite com o propósito de criar um momento seu, uma oportunidade para se elevar espiritual e mentalmente.
  • Apesar de todos os pontos citados, lembre-se que mesmo que você não queira meditar é um hábito que precisa ser construído, ou seja, exige disciplina, insistência e constância para atingir resultados significativos. Não vale meditar 5 vezes em 1 mês e dizer que não deu certo.

Pratique a meditação no seu tempo, comece aos poucos e acompanhe sua evolução. Apesar de parecer, a meditação não é um bicho de sete cabeças e a prática será muito benéfica. Não espere resultados imediatos, uma vez que você não irá virar um mestre Zen da noite para o dia. De fato, quanto menos você se prender nos resultados, melhor!

Se ficou interessado, confira esses 3 passos práticos para começar a meditar ainda hoje.

Você já tentou meditar ou medita? Como é a experiência para você? Compartilhe conosco!

«

»

1 COMMENT

GOSTOU DO POST? QUAL É A SUA OPINIÃO?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Pingback: Meditação: confira 4 passos práticos para iniciar a técnica hoje - Hobbietown em janeiro 29, 2020